Notícias

Postado às 11h00 | 10 outubro 2019 |

Pressão na fronteira do Sistema Solar é maior que o esperado

As duas sondas Voyager, lançadas em 1977, ajudaram os astrônomos a obter informações e medidas científicas detalhadas sobre a fronteira do Sistema Solar, localizada a mais ou menos 20 bilhões de quilômetros da Terra.

Um estudo realizado com a ajuda das sondas, uma delas já no espaço interestelar desde 2012, a outra quase lá, revelou pela primeira vez informações completas sobre o complexo ecossistema nas beiradas da heliosfera. 

Existem muitas forças em atuação nos limites do Sistema Solar. Elas vêm tanto de dentro, quanto de fora, na forma de plasma, campos magnéticos e partículas. As condições mais parecem as de uma panela de pressão.

Os dados das sondas revelaram que a pressão ali é maior do que se esperava: varia de 212 a 322 femtopascal. Ou seja, 0,0000000000002 a 0,0000000000003 pascal. É um nada se comparado à pressão atmosférica na Terra (101 mil pascal), mas surpreendeu os cientistas, segundo a revista SuperInteressante.